Como não se apaixonar por Cuba?

Como não se apaixonar por Cuba?

“A terra mais bela que olhos humanos já avistaram”, já disse Colombo, em 1492, quando se deparou com os cenários de Cuba. A maior ilha do Caribe tem cravada em sua história muitas guerras e rebeliões na busca pela independência, até conquistá-la totalmente, após a famosa revolução liderada por Che Guevara e Fidel Castro, em 1959. Seu regime comunista provoca admiração e críticas. É visto com bons olhos por alguns, já que o povo tem acesso à saúde, educação e cultura de primeira qualidade.

E, apesar de ninguém passar fome, é duramente criticada porque os habitantes vivem em condições precárias, com salários baixíssimos e sem alguns produtos básicos, tais como sabonete e pasta de dente, escassos na ilha e, por isso, muito caros. Questões políticas à parte (porque isso dá muito “pano pra manga”), seu patrimônio cultural, histórico e natural, ultrapassa as barreiras do comunismo, transformando o país em um dos destinos turísticos mais interessantes do Caribe. E, apesar das privações, o povo cubano se mostra sempre muito feliz, hospitaleiro e culto. Vai ver são as belezas naturais (e que belezas!).

Viaje para Cuba com ótimos descontos no aéreo e na hospedagem

Linda, histórica e muito cultural

Natureza Cuba!

A ilha em estreito formato de jacaré, garante aos seus viajantes o mar sempre por perto, em mais de 300 praias sensacionais, ao sul banhadas pelo mar azul-turquesa do Caribe e, ao norte, pelo Atlântico. E, quando se trata do quesito belezas naturais, Cuba não ganha seus créditos apenas pelas praias. Um dos lugares do mundo que mais preservam o meio ambiente, a ilha conta com 6 reservas de Biosfera da UNESCO, ilhotas, florestas tropicais, manguezais, cavernas, parques, lagoas e cachoeiras.

Automóveis clássicos em Cuba!

É unanime, sempre que alguém visita Cuba, principalmente sua capital, Havana, a primeira sensação é a de que o lugar parou no tempo. Além do colorido meio desbotado das casas e dos prédios antigos que exibem estilos arquitetônicos de diferentes épocas, tais como barroco, neoclássico, art déco e art nouveau, transitando pelas ruas o viajante se depara com modelos de automóveis dos anos 50.

Cuba: Museu da Revolução!

Rica e acessível a todo cidadão, a cultura de Cuba se formou da miscigenação de vários povos. Espanhóis, africanos, franceses, asiáticos e ingleses colaboraram para as artes visuais, literatura, música e dança. A ilha oferece 256 museus, mais de 100 galerias de arte, aproximadamente 70 teatros e 354 bibliotecas públicas. Muito musical, Cuba também apresenta em seus sons típicos uma mistura de influências deixadas pelos espanhóis e por escravos trazidos da África. Dentre os ritmos que nasceram na ilha, você ouvirá rumba, mambo, chá-chá-chá, conga, salsa, bolero e outros.

A histórica Havana

Cuba: El Malecón.

A capital de Cuba é a maior cidade das Caraíbas e um dos centros urbanos mais ricos em cultura do mundo. Mesmo com um ar de cidade abandonada, sempre muito limpa, é uma experiência muito agradável e nostálgica passear por suas ruas e vielas, apreciando os castelos, as coloridas casinhas avarandadas, catedrais e mansões. Ao fim da tarde, é de praxe uma caminhada por El Malecón, avenida à beira mar, separada por uma mureta, na qual as ondas batem, refrescando quem ali estiver sentado à espera do pôr do sol (lindo!).

Cuba: Plaza Vieja.

Com muitos monumentos, restaurantes e bares, as praças da capital de Cuba são paradas obrigatórias para qualquer viajante. Na Plaza Vieja o destaque é a câmara escura, situada na cobertura de um prédio de 35 metros, por onde é possível ter uma visão 360° da cidade. Na arborizada Plaza de Armas acontece diariamente uma feirinha de livros e LPs.

Cuba: Plaza de la Catedral.

Na Plaza de la Catedral, o viajante encontra a assimétrica Catedral de San Cristóbal e o restaurante El Patio que tem mesinhas ao ar livre e música cubana ao vivo. Em Cuba também é indispensável uma volta pela Calle Opispo, rua de pedestres repleta de bares, cafés, restaurantes, lojinhas, livrarias e galerias de arte. Deixe-se perder pelas ruas de Havana e descobrirá muito mais encantos de Cuba!

Vai uma prainha?

Cuba: Playa Megano.

E depois de se perder desbravando os segredos da capital de Cuba, um banho de mar para refrescar não seria nada mal. E, não pense que o mar de Havana é apenas o trecho cercado por muros, da parte central da cidade. A 20 km dali, em Playas del Este, o viajante encontra 15 km de mar azul turquesa à la Caribe. Ao longo do litoral, a praia que mais se sobressai por suas belezas naturais é Santa Maria del Mar.

Bailar em Havana

Sinta o ritmo quente da dança de Cuba.

Cuba vive música, então para curtir e dançar na ilha não precisa procurar muito. Os próprios restaurantes de Havana antes mesmo do cair do sol, já garantem animação com os ritmos cubanos, tocados ao vivo. Para desinibir, as bebidas que fazem as cabeças dos cubanos e dos turistas são o mojito e o rum.

O que? Não sabe dançar e nem mesmo o álcool vai te encorajar? Se a viagem for mais longa, vale ir a La Casa del Son, escola de dança onde aprenderá salsa, rumba e outros ritmos cubanos. Se a sua trip for curta, tire uma noite para ir ao Club Salseando Chevere e, com a ajuda dos instrutores, sairá de lá com alguns passinhos dominados.

Varadero, o paraíso de Cuba

Cuba: Varadero.

A 140 km de Havana, Varadero nada lembra a socialista capital cubana. Tem resorts de luxo, shoppings, bons restaurantes e diversos passeios para entreter os muitos turistas que lá chegam em busca das paisagens surreais de suas praias, consideradas umas das mais lindas do mundo.

Com curto pedaço de terra cercado por mar dos dois lados, a cidade mais procurada de Cuba oferece 22 km de praias de areia branquinha, banhada pelo mar azul do Atlântico. Neste destino paradisíaco da ilha, a lei é relaxar e apreciar os cenários, inclusive os submersos, através de mergulhos com snorkel ou cilindro, atividade muito procurada já que as águas de Varadero são cristalinas, repletas de corais e variada vida marinha.

Mergulho em Varadero, Cuba.

E, por falar em mergulho… Além de curtir as melhores praias de Cuba, em Varadero o viajante também pode desbravar os segredos das piscinas naturais subterrâneas, escondidas em cavernas com incríveis formações rochosas. Não deixe de nadar nas águas azuladas da Saturno Cave e visitar as pinturas aborígenes da Ambrosio Cave.

Cuba vai além de Havana e Varadero

Cuba: Playa Larga.

As duas cidades da ilha são sim as mais famosas e mais procuradas, no entanto, Cuba ainda tem muitas outras belezas à espera dos viajantes. A cerca de 150 km da capital, na Península de Zapata, confira as belezas naturais do Parque Nacional Ciénaga Zapata. Além de praias lindas e muito preservadas, como a Playa Larga e suas águas calminhas, diversas espécies de animais podem ser avistadas.

Agora, a certeza que chegou ao paraíso, o turista só tem mesmo, se esticar a viagem às ilhotas Cayos. Em Cayo Largo, as praias simplesmente deslumbrantes são perfeitas para mergulhos ou para esquecer que existe um mundo além daquele silêncio quebrado apenas pelo som do mar e dos pássaros. Na Playa Sirena, uma das mais bonitas, é possível passear de caiaque e praticar windsurfe. Nas praias desertas e selvagens das outras duas Cayos, Coco e Guilhermo, a paz também fez moradia.

Você tinha ideia que Cuba era assim tão linda? Descubra estes e outros encantos da ilha com as tarifas promocionais dos pacotes do Zarpo!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *