Dicas de Beagá: veja o que fazer em Belo Horizonte!

Dicas de Beagá: veja o que fazer em Belo Horizonte!

Emoldurando os altos prédios da cidade, as montanhas e serras verdes, como a do Curral, desvendam o motivo do nome dado à capital mineira. Mesmo com a vocação para grande metrópole, Belo Horizonte não perde o jeitinho de interior. Para entender a essência de “Beagá”, basta saborear a deliciosa culinária mineira, beber em seus muitos botecos, contemplar as obras de Niemeyer, visitar os museus, passear por seus parques… Se a sua pergunta é: o que fazer em Belo Horizonte? É isso que mostro hoje!

Confira hotéis em Belo Horizonte com descontos nas tarifas

Comida mineirinha, ô trem bom!

feijoada-zarpo-magazineImagem ilustrativa

Me desculpem os leitores que ainda não almoçaram/jantaram, mas para responder o que fazer em Belo Horizonte, não tem como não começar com uma lista de sabores. Quando o assunto é culinária, Minas Gerais dá um show! E, nada mais justo que a sua capital ser o polo gastronômico que reúne os melhores restaurantes para saborear pratos como feijão tropeiro, frango com quiabo, tutu de feijão… Hummm… Deu água na boca aí?!

Um clássico mineiro de Belo Horizonte é o famoso Restaurante Dona Lucinha. Nos 3 endereços da cidade são servidas muitas delícias que resgatam a culinária mineira dos tempos coloniais, com destaque para o angu e para a vaca atolada. Além de sistema buffet, há as opções de executivo e à la carte.

Na Pampulha, o lugar é o Xapuri Restaurante, eleito pelo júri da VEJA, o melhor restaurante mineiro da cidade. Com ambientação de fazenda e a dona Nelsa Trombino no comando das receitas, a casa leva os comensais ao delírio gastronômico, da entrada à sobremesa. Entre os mais pedidos da casa estão a costelinha da Sinhá e o Frango Jéca.

Para botecar e dançar

hamburguer-zarpo-magazineImagem ilustrativa

Na lista de o que fazer em Belo Horizonte, puxar uma cadeira na mesa de um bar, tomar uma cerveja gelada e dar dois dedos de prosa, é indispensável. Para cumprir, basta seguir rumo as regiões boêmias da capital. Em Savassi, bairro que ferve na noite belo-horizontina, turistas e locais podem escolher desde um prozear tranquilo no boteco, uma noite ainda tranquila, mas com música ao vivo e o estilo de um pub, até virar a noite dançando em alguma baladinha.

Para prozas, chopps bem gelados e comidinhas apetitosas para acompanhar, vá ao Bar Ideal, o especialista em chopp. E sabe quem disse? A Ambev, ou seja… O cardápio é caprichado, com opção de tortilhas recheadas como petisco, sandubas e muitas outras delícias, muitas mesmo.

festa-praiaImagem ilustrativa

O que fazer em Belo Horizonte, o destino que ganhou o apelido de capital dos barzinhos? Beber! Outra opção é o Redentor Bar que tem 11 opções de chopp, sempre gelados, e a alta gastronomia de boteco, para petiscar.

Quem gosta mesmo de um clima de pub, pode apostar no Collins Pub. A programação da casa varia de acordo com o dia da semana, então convém dar uma conferida antes, porque se em uma noite encontra uma banda de rock, na outra poderá encontrar uma festa de sertanejo.

Um lugar que é certeza de encontrar o bom e velho rock é o Lord Pub. Além dos shows que resgatam o som de grandes lendas do rock, a casa ainda oferece mesa de sinuca, sushi bar e espaço lounge. Em 2013 e 2014, o pub foi eleito a casa de “Melhor Música ao Vivo de BH”, pela Revista VEJA BH.

baladaImagem ilustrativa

O que fazer em Belo Horizonte além de beber? Dançar até o dia raiar! No democrático bairro Savassi as opções para curtir uma pista também são boas. A Royalty Club é uma delas. O ambiente é sofisticado, o público bonito e o som que embala a pista, inspirada no grande hall do Palácio de Versalhes, vai do deep house, hip hop, indie à música brasileira.

Já na Al Capone, que tem a ambientação remetendo aos cenários dos filmes de gângster, a música é mais variada, levando o público a dançar sets que vão do pop rock ao sertanejo.

O que fazer em Belo Horizonte de dia?

pampulha

Tudo bem é mesmo muito badalada a noite da capital mineirinha, mas o dia também pode (e deve) ser muito bem aproveitado durante esta viagem. A Lagoa da Pampulha é parada obrigatória no roteiro. Nela estão um dos conjuntos arquitetônicos mais bonitos do país.

As linhas sinuosas do arquiteto Oscar Niemeyer mais as pinturas de Cândido Portinari, na Igreja de São Francisco de Assis, formam um dos mais emblemáticos cenários de Belo Horizonte. No Conjunto Arquitetônico da Pampulha também são obras do Niemeyer o Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile e o Iate Clube. Completando o cartão postal da lagoa está o estádio de futebol Mineirão.

Além de conhecer o grande acervo do Museu de Arte da Pampulha, um roteiro cultural pela capital tem que englobar os principais museus da cidade. Para se aprofundar no patrimônio cultural e histórico mineiro, vá ao Memorial Minas Gerais Vale. O Palácio das Artes também exibe uma bela arquitetura e abriga teatros, galerias e cinema.

Para curtir um dia de passeios ao ar livre em Belo Horizonte, também vale visitar seus parques. O Parque Municipal Serra do Curral reserva aos viajantes trilhas e 10 mirantes para apreciar as bonitas paisagens verdes e ótimos ângulos da cidade. O Parque das Mangabeiras, considerado um dos 10 melhores do Brasil, pelos viajantes do TripAdvisor, tem 2,8 milhões m² e projeto paisagístico assinado por Roberto Burle Marx.

Aproveite esse guia com o que fazer em Belo Horizonte e viaje para a capital mineira com hospedagem promocional do Zarpo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *