Sampa ao ar livre: Dicas de passeios em São Paulo

Sampa ao ar livre: Dicas de passeios em São Paulo

Reconheço, tenho sido ingrata com a minha terra natal! Pouco venho aqui para falar de Sampa e nunca perco a oportunidade de acrescentar “caótica” quando falo da cidade. Isso, quando não faço aquela injusta comparação com o Rio de Janeiro. Peço perdão aos apaixonados por São Paulo e, para me redimir, hoje vou mostrar que existe amor (e natureza) em SP, que além do concreto e, apesar da falta de mar, há sim bons lugares para aproveitar um dia de verão na capital. Vem comigo aproveitar um dia ao ar livre com os melhores passeios em São Paulo!

Confira as tarifas promocionais do Zarpo e viaje para Sampa

O pulmão de Sampa

ibirapuera-primavera-zarpo-magazine

Sim, meio óbvio, eu sei, mas fique tranquilo, ainda sairei do lugar comum neste artigo, não me abandone. E, convenhamos, não tem como indicar passeios em São Paulo para um dia de sol, sem citar o Parque do Ibirapuera, eleito pelos viajantes do TripAdvisor, o melhor da América do Sul, de uma lista de 25 parques. A grande área verde na zona sul da cidade tem 150 mil metros quadrados e, apesar de não ser o maior da capital, é o 3º maior e o mais visitado.

Com 239 espécies de árvores e 218 de animais, o parque situado entre movimentadas avenidas, há 6 décadas serve de refúgio para os moradores da capital, sendo também uma das principais opções de passeios em São Paulo, para os turistas. Com 60 anos, recém completados (21 de agosto), o Ibira oferece muito mais que áreas verdes e sombras frescas de árvores centenárias.

ibirapuera

Nele você pode alugar uma bike, por 5 reais a hora, e sair pedalando pela ciclovia e ruazinhas, visitar o maior planetário do Brasil, os museus de Arte Contemporânea (MAC), de Arte Moderna (MAM) e Afro Brasil, as exposições da OCA, praticar esportes nas 13 quadras esportivas, assistir a ótimos shows no Auditório do Ibirapuera e a grandes espetáculos e eventos esportivos no Ginásio do Ibirapuera… Nos meus passeios em São Paulo, já fui inúmeras vezes ao Ibirapuera, mas ainda desconheço muitos de seus segredos.

Mais parque verdes nos seus passeios em São Paulo

Parque do Carmo - Passeios em São Paulo

Além do Ibira, há dezenas de parques espalhados pelos quatro cantos da cidade. Na região leste, o Parque do Carmo merece destaque pela Festa da floreada das cerejeiras, evento lindo que só acontece nos meses de julho e agosto. Com 1,5 milhão de metros quadrados, ele é o segundo maior parque urbano da capital, uma ótima opção para passeios em São Paulo.

A região da zona norte da cidade é repleta de parques com gostosas áreas verdes para o relax dos paulistanos. O Parque Estadual Albert Löefgren, mais conhecido como Horto Florestal, tem 1.740.00 metros quadrados e várias espécies de árvores, como eucalipto, pau-brasil e jatobá. Logo ao lado dele, outra grande área de Mata Atlântica preservada completa o dia de passeios em São Paulo.

Com 79 milhões de metros quadrados, o Parque Estadual da Cantareira possui uma das maiores áreas de mata dentro de região urbana, do mundo. Quem, em meio aos cenários urbanos, sente falta de contato com a natureza, encontra neste parque diversas trilhas que passam por rios, nascentes e cachoeiras.

Jardim Botânico - Passeios em São PauloFoto: Rafael Acorsi/CC-BY-SA Flickr

Já para os lados da zona sul de Sampa, há um parque pequeno e novinho ainda, mas que garante um belo passeio. Com 732 mil metros quadrados, o Parque Villa-Lobos tem quadras esportivas, bosque, ciclovia e pista para cooper. Ainda na zona sul, não posso deixar de indicar o Jardim Botânico. A área tem 360 mil metros quadrados, 380 espécies de árvores, uma das nascentes do Riacho do Ipiranga e animais como o tucano de bico verde e a preguiça. Viu só como há diversos locais verdes para fazer muitos passeios em São Paulo?!

Um pulinho no Japão

gastronomia-japonesa-liberdade-sao-paulo-zarpo-magazine

Visitar à Liberdade é um dos mais imperdíveis passeios em São Paulo para quem quiser curtir um belo dia de sol e ainda saborear uma comidinha. O bairro abriga a maior colônia japonesa fora do Japão, então imagine… Olhos puxadinhos para todos os lados, restaurantes com delicias da cozinha, lojas com todos os tipos de produtos típicos e nas ruas os postes vermelhos com luminárias ao estilo oriental, completam a atmosfera “estou no Japão”.

Isso tudo está lá diariamente, mas aos sábados e domingos, são os dias que você não pode deixar de dar um pulo no Japão. A partir das 8h e até às 18h, acontece a famosa e movimentada Feirinha da Liberdade com barraquinhas que vendem yakissoba, frango xadrez, sushis, sashimis, guiozá, doce de feijão e outras iguarias japonesas. E, além de comidinhas são vendidos diversos tipos de artesanato, objetos de decoração, bijuterias e outras quinquilharias.

“Antiguicaras” na Calixto

Benedito Calixto - Passeios em São PauloImagem ilustrativa

E, por falar em feirinhas de rua, no bairro de Pinheiros, todos os sábados a Praça Benedito Calixto recebe 320 expositores que vendem obras de arte, antiguidades, vinis, livros, roupas e diversos tipos de artesanato. Não espere preços baixos! A partir das 14h30, a animação se completa na feira com um grupo de chorinho, tocando até às 18h30. Para comer, há barraquinhas que agradam aos mais variados paladares: pastel, acarajé, cachorro quente, doces caseiros, caldinho de feijão e outras guloseimas. Ao redor da praça também tem muitas lojinhas, galerias, botecos e restaurantes. O programa é perfeito para um dia de passeios em São Paulo!

Para ver o sol se pôr

sao-paulo-por-do-sol

Já que foi passar o dia na Praça Calixto, antes do sol se despedir, suba para o Alto de Pinheiros, estique uma canga na grama da Praça Pôr do Sol e aguarde o espetáculo. Chegue cedo para garantir um bom lugar, pois o gramado da praça lota reunindo desde casais, famílias com crianças, pessoas passeando com seus cachorros, praticantes de yoga à galera de Jah. É lindo de ver quando o céu começa a alaranjar e o sol se põe atrás dos arranha-céus da megalópole.

Pedala, paulistano

sao-paulo-zarpo-magazine

O projeto da Prefeitura de São Paulo que pretende implantar 400 km de ciclovias em toda a cidade, até 2015, tem como objetivo estimular os moradores da capital a deixarem seus carros em casa na hora de ir trabalhar e adotar a bicicleta como meio de transporte. Até o momento, já foram inaugurados 100 km de ciclovias. Bóra tirar o pó da bicicleta, calibrar o pneu e aproveitar essa deliciosa oportunidade para um dia de passeios em São Paulo?!

Descubra as unidades do Sesc

Para várias e diversas ocasiões, você pode recorrer a alguma unidade do Sesc. Para assistir a um bom show ao ar livre ou a um espetáculo teatral, se refrescar do calor nas piscinas, aproveitar as áreas verdes, apreciar uma exposição de arte… As unidades do Sesc estão espalhadas por toda a cidade de São Paulo e oferecem eventos culturais de qualidade e a preços populares, até mesmo para quem não tem a carteirinha. Para um dia de passeios em São Paulo, vale dar uma conferida na programação porque sempre tem algo legal rolando.

Existe cor além do cinza

grafitti

Está aí uma das coisas que mais me encantam em Sampa: essa imensa galeria a céu aberto com vários tipos grafites que dão cor ao cinza do concreto. Espalhadas pela capital, há uma infinidade de paredes que servem de painéis para grafiteiros como Cranio, Speto, Os Gemeos, Zezão, Minhau, Titi Freak e muitos outros.

Ao fazer passeios em São Paulo, é possível apreciar o colorido da arte urbana em diversas regiões, mas há locais que já se tornaram verdadeiros museus abertos de arte urbana (MAAU). Ao longo da Avenida Cruzeiro do Sul, as pilastras da linha azul do metrô, desde 2011, têm suas paredes com obras renovadas. Na Vila Madalena, a viela Gonçalves Afonso, mais conhecida como Beco do Batman, já é famosa pelos grafites. Outro espaço que sem o colorido dos grafites não seria o mesmo, é o Minhocão. De tempo em tempo, suas pilastras ganham novas intervenções.

Corre lá no túnel da Avenida Paulista que as tintas do novo grafite, terminado neste fim de semana (2 de novembro), ainda estão frescas. A obra foi feita após uma antiga que demorou 3 dias para ser concluída e contou com o trabalho de diversos grafiteiros da cidade, foi removida para a divulgação de uma festa dos estudantes de medicina da USP. Nos novos desenhos até o prefeito Fernando Haddad apareceu com um spray.

Cerveja na calçada

bar

Todos esses passeios em São Paulo deixaram você com sede? Então, nada como puxar uma cadeira na calçada de algum dos muitos botecos espalhados pela cidade. Boemia por natureza, Sampa oferece várias regiões que reúnem bares com mesinhas ao ar livre. A Rua Augusta, mesmo que seus tempos áureos já tenham ficado para trás, ainda é point para bebericar a céu aberto. A Vila Madalena, “novo velho” reduto dos boêmios, tem suas ruas apinhadas de barzinhos descolados. Só isso? Claro que não! Em todas as regiões da terra da garoa, é possível tomar uma gelada, sem ficar preso sob um teto e quatro paredes… Só não pode chover.

Deguste ao ar livre

Tchicano Ai Ai Ai - Passeios em São Paulo

Além do petisco nos bares que se estendem até a calçada, dá para fazer muitos passeios em São Paulo com apelo gastronômico e, sem ficar trancafiado em um restaurante. Como já citei lá em cima, a feirinha da Liberdade é uma boa pedida para saborear quitutes da culinária oriental, mas está longe de ser a única de Sampa.

Na Avenida Paulista, em frente ao Parque Trianon, todos os domingos, das 9h às 18h, acontece a feirinha de artes, artesanato e cultura do Trianon. Além dos artesanatos, bijus e outros badulaques, claro que tem comidinhas e, tem para todos os gostos. Os amantes dos sabores apimentados da gastronomia mexicana precisam conferir os tacos e burritos da barraca Tchicano Ai Ai Ai. Já quem prefere a combinação bem brasileira de pimenta e dendê, é só colar na barraca do Acarajé da Margarida.

Em seus passeios em São Paulo ainda dá para encontrar muito mais quitutes de rua. Na feirinha da República (sábados e domingos, das 9h às 17h) tem pastel e yakissoba. No bairro do Butantã, existe mais um reduto da gastronomia de rua, este imperdível! Com barracas, food trucks e trailers, o espaço recebe todos os domingos, das 12h às 19h, a Feirinha Gastronômica com delícias gourmet de chefs renomados.

São Paulo do alto

Terraço Itália - Passeios em São PauloFoto: Divulgação/Terraço Itália

Quem quiser tirar aquela foto panorâmica ou simplesmente observar São Paulo de outro ângulo, pode subir ao topo de alguns prédios da cidade, abertos a visitação. Jantar no restaurante do terraço do edifício Itália é um privilegio para pouco$$$$, no entanto, é possível fazer visitas gratuitas a um dos prédios mais icônicos da capital. De segunda a sexta, das 15h às 16h, qualquer mero mortal, pode subir os 46 andares e, do mezanino do terraço, ver Sampa de cima.

Martinelli - Passeios em São PauloFoto: instagram.com/gu_domingues

Em uma cidade com tantos arranha-céus, este não seria o único com a cobertura acessível. No edifício Banespa, os visitantes têm de segunda a sexta, das 10h às 15h e gozam de apenas 5 minutinhos no topo. Como a procura é grande, a espera pode levar 5 vezes o tempo da visita. O famoso Copan do Niemayer também pode ser visitado de segunda a sexta, das 10h às 10h30 e das 15h às 15h30.

Em horários mais viáveis e com mais tempo para curtir os cenários da cidade, o Prédio Martinelli é uma das melhores opções. Pelo site você agenda a vista que pode acontecer de segunda a sexta, das 9h30 às 11h e das 14h às 16h, sábados das 9h às 15h e domingo das 9h às 13h.

Quer aproveitar um dia de passeios em São Paulo? Viaje para Sampa e se hospede com descontos nos melhores hotéis da cidade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *