Eba, o ano inteiro tem Patagônia!

Eba, o ano inteiro tem Patagônia!

Viajar para a Patagônia, um dos destinos mais remotos do planeta, é uma experiência que o viajante leva para a vida toda, tanto nas lembranças, que até as memórias mais falhas conseguem guardar, quanto nas inúmeras fotos de montanhas nevadas, lagos, glaciares, lobos marinhos, golfinhos, baleias e muitos pinguins, tantos pinguins, que mais parece uma cena do filme Happy Feet, só que sem os sapateados, infelizmente.

Desbrave a incrível Patagônia com o pacote promocional do Zarpo

Patagônia em movimento

A beleza da Patagônia no versão e no inverno

Uma das peculiaridades mais interessantes da região patagônica é que os cenários estão sempre se modificando. A cada estação do ano, o viajante encontrará uma Patagônia diferente, mas em todas as quatro, há duas características que nunca mudam: as paisagens sempre estão arrebatadoras, e o clima, mesmo durante os longos dias do verão, continua geladinho.

O verão pode ser sinônimo de altas temperaturas em diversas regiões do globo terrestre, mas não é o caso da Patagônia. O céu azul e o sol, que nasce antes das 6h da manhã e vai se despedir por volta da meia noite, vão acompanhar o viajante em grande parte da viagem, mas não significa que o clima estará quente.

Mesmo no verão, de dezembro a fevereiro, a temperatura na região da Patagônia se mantém na média dos 20ºC, podendo pontuar mínimas de 7ºC em El Calafate e 5ºC em Ushuaia. Já em Puerto Madryn, cidade da Patagônia banhada pelo Atlântico, a temperatura costuma ser mais quente, com máximas de até 28ºC e mínimas mais agradáveis, em média 14ºC.

Em El Calafate

Perito Moreno, Patagônia

A melhor época para visitar El Calafate é de outubro a março, quando a primavera floreia o arbusto que dá nome à cidade, a vegetação está verdejante e a temperatura mais amena é um convite para percorrer trilhas e admirar a maior (literalmente) atração da cidade, o Glaciar Perito Moreno, com 5 km de comprimento e paredes com 60 metros de altura. Algumas atividades, como o Mini Trekking e Big Ice, que consistem em caminhadas de, respectivamente,1h30 e 3h, pelo glaciar, só estão disponíveis durante o verão.

Já quando o inverno chega à Patagônia, de junho a meados de setembro, as temperaturas caem e a neve aparece, formando cenários lindíssimos. O Perito Moreno continua aberto à visitação e pode ser apreciado através das passarelas que oferecem vários ângulos de observação e também com passeios de catamarã pelo Lago Argentino.

O clima no fim do mundo

A Natureza é bela na Patagônia!

Ushuaia, também conhecida como fim do mundo, é perfeita tanto no verão, quanto durante o rigoroso inverno da Patagônia. Quando está “quente”, os viajantes se encantam com a flora local e podem aproveitar o Parque Nacional Tierra del Fuego, que exibe 63 mil hectares de florestas virgens, rios, vales, montanhas e lagos. É a estação certa para se aventurar com esportes de aventura, como trekking, mountain bike e canoagem.

Estações de esqui estão espalhadas pela Patagônia

No inverno, a diversão não perde a intensidade, muito pelo contrário. A presença da neve, torna Ushuaia um paraíso para esquiar, e o Cerro Castor é o lugar! A cerca de 30 km do centro, a estação de esqui oferece 28 pistas, para todos os níveis, no snowpark, o mais novo e mais moderno da Argentina.

Fofura o ano inteiro em Puerto Madryn

Leões marinhos da Patagônia

Na cidade de Puerto Madryn, um verdadeiro palco para a observação da maioria das espécies da Patagônia, não é bem o clima que importa, mas sim as temporadas dos animais. Com exceção dos leões marinhos e elefantes marinhos, que podem ser avistados nas enormes falésias à beira mar, em qualquer época do ano, as baleias orcas, só dão as caras entre setembro e abril. Para lembrar de Happy Feet, os pinguins Magalhães também começam a aparecer em setembro, mas deixam as praias um mês antes, em março.

Golfinhos na Patagônia

Os graciosos golfinhos podem arrancar suspiros entre dezembro e março, mas a espécie Tonina-Overa, pode ser avistada o ano todo. Para espantar o frio, Puerto Madryn ainda tem atividades de aventura, tais como trekking, mountain bike, além de cavalgadas e muitos pontos de mergulhos para apreciar a fauna repleta de caranguejos, polvos e lagostas. Nos parques submarinos de Las Piedras, os mergulhadores encontram também resquícios de naufrágios.

Aproveite o desconto dos pacotes do Zarpo e viaje para à Patagônia!



Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *