Europa e Ásia em Istambul? Basta atravessar o Estreito de Bósforo!

Europa e Ásia em Istambul? Basta atravessar o Estreito de Bósforo!

“Ao seu lado esquerdo está a Europa e, ao lado direito, encontra-se a Ásia.” A frase incomum só pode ser ouvida em um cruzeiro pelo Estreito de Bósforo, canal que divide a cidade de Istambul entre a exótica e conservadora cultura oriental e a moderna ocidental. A principal cidade da Turquia é a única no mundo dividida em dois continentes e, o fato de abrigar harmoniosamente duas culturas completamente diferentes é só um dos aspectos fascinantes desta cidade.

A religiãi Islã é predominante na Turquia

Istambul é uma cidade de muitos contrastes, a começar pela forma como consegue equilibrar o antigo e o moderno. Passear pela maior metrópole da Europa, chega a ser confuso, pois uma hora você se depara com a construção grandiosa de uma mesquita, outra hora, com um arranha-céu. Também é comum ver mulheres vestindo burca e véu no rosto, enquanto outras maquiadas usam roupas iguais as que usamos por aqui. Ou seja, não tenha dúvidas, Istambul é um destino diferente de tudo que já viu!

No lado europeu!

Mesquita Azul, uma das maravilhas do Estreito de Bósforo

Apesar da divisão de continentes, para perceber alguns dos contrastes nem é necessário atravessar o Estreito de Bósforo. No lado da Europa, a cidade é novamente dividida, desta vez pelo Chifre de Ouro, um braço de mar que separa a Istambul moderna da histórica. No bairro de Sultanahmet tem muita coisa para visitar e, logo aviso, é bom levar o babador, porque são atrações belíssimas. Nele estão situadas a incrível Mesquita Azul, a Basílica de Santa Sophia, o palácio de Topkapi, no qual sultões otomanos viveram, e o Grand Bazar, um dos maiores e mais antigos mercados cobertos do mundo.

A moderna Ponte Galata, no Estreito de Bósforo

Para aproveitar a moderna Istambul é só cruzar o Chifre de Ouro pela Ponte Galata. Quem gosta de agito noturno, deve seguir para o bairro de Ortakoy, onde estão bons restaurantes, bares, baladas e uma linda vista para o Estreito de Bósforo. As compras na Istambul moderna também tem lugar certo, no Nisantasi, um dos bairros mais chiques e onde as famosas grifes internacionais se instalaram para enlouquecer as turistas que não resistem a umas comprinhas.

No lado asiático!

Palácio Beylerbeyí, no lado Asiático do Estreito de Bósforo

Do outro lado do Estreito de Bósforo está a Ásia de Istambul, região bem mais residencial, mas que também tem seu charme. Uma atração indispensável é o Palácio Beylerbeyí, construído em estilo barroco em 1865. Este lado de Istambul vale a pena ser visitado também, pois nele o turista encontra baladas concorridas e ótimos restaurantes.

Cruzeiro pelo Estreito de Bósforo!

Viaje de barco pelo Estreito de Bósforo

Um passeio de barco pelas águas azuis do Estreito de Bósforo é totalmente indispensável no roteiro de quem viaja a Istambul. Durante a navegação é possível ter outra visão das maravilhas situadas à beira do Estreito de Bósforo, como os imponentes palácios de Bylerbeyi, de Ciragan e Dolmabahçe e a Mesquita Suleymaniye, a maior de todas na cidade.

 



Comentários

  • Irei em 01/11/16 para Istambul, Dubai, Abu Dhabi, Jerusalem e Tel Aviv, espero que as tensões políticas na área não atrapalhem minha viagem..

    Seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *