Inhotim: O museu ao ar livre da América Latina

Inhotim: O museu ao ar livre da América Latina

Não é uma galeria de arte dentro de um parque. Não é apenas um jardim forrado de esculturas. Na cidade de Brumadinho a 60 km de Belo Horizonte (MG) está o parque do Inhotim, imenso museu a céu aberto de arte contemporânea do país ou, melhor, de toda a América Latina.

Inhotim para quem não gosta de arte contemporânea

O largo espaço verde, de extensão de 786,06 hectares, cinco lagos ornamentais, localizado dentro dos domínios da Mata Atlântica “faz a cabeça” mesmo de quem pouco se interessa pelas artes visuais. Ou melhor: é capaz de mudar o conceito de quem tampouco aprecia o segmento artístico. É uma aprendizagem sensível para quem nunca se ligou em salas de exposição. Depois de uma visita ao parque Inhotim, mesmo um ponto preto em uma tela de fundo branco te chamarão atenção. Você agora será parte integrante da arte contemporânea.

Embora o parque tenha iniciado suas atividades em 2005, toda a coleção do Inhotim vem sendo formada desde os anos 80. Hoje, o acervo conta com cerca de 500 obras de aproximadamente 100 artistas renomados, do Brasil e do mundo.

Vik Muniz e mais contemporâneos

As pinturas, esculturas, fotografias, desenhos, vídeos e instalações estão expostas em enormes pavilhões espalhados por todo o parque, personalizados conforme as necessidades de seus criadores. Alguns destaques vão para os nacionais Vik Muniz, Cildo Meireles, Hélio Oiticica e Tunga. Dentre os internacionais estão, Zhang Huan, Chris Burden, Valeska Soares e Doug Aitken.

No Inhotim você se sentirá em um parque de diversões contemporâneo a cada interação física com as instalações ao ar livre onde não há faixas amarelas no chão impondo limites entre obra e espectador. Pelo contrário: estão alí aguardando o toque de suas mãos, pedindo para serem flertadas, namoradas.

Pés nas gramas de Burle Marx

Neste refúgio espiritual artístico onde encontra-se uma das maiores coleções botânicas do mundo, a sensação será a de que todos os momentos da vida poderiam ter sempre a mesma plenitude. A dica é esquecer os calçados e entregar-se a esta vivência única em que o spa terapêutico ficará a cargo da própria natureza, o cantar dos pássaros fará a trilha sonora que outrora era regida pela world music do grupo Enya, nos encontros corriqueiros com seu massagista.

Os muitos tons do verde do Inhotim seguiram conceitos sugeridos por Roberto Burle Marx, renomado artista plástico brasileiro internacionalmente reconhecido pela grande carreira de arquiteto-paisagista. É de Marx o projeto da Praça de Casa Forte, no Recife, primeiro jardim público projetado pelo artista no bairro homônimo, palco do histórico combate da Casa Forte, conflito ocorrido em 1965 entre holandeses e pernambucanos.

Dog com refri ou canapés com vinho?

Não faltará sofisticação na hora do almoço ou, do lanchinho. O parque oferece opções para todos os bolsos, do cachorro-quente aos pratos de maior requinte e carta de vinhos. A exemplo do Restaurante Tamboril próximo ao parque das esculturas do Inhotim. O menu apresenta variedade de pratos internacionais e mesa de sobremesas que agrada o paladar mineiro bastante adocicado, mas, também deixa felizes aqueles que gostam de “doces nem tão docinhos”.



Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *