Em Paris, o Museu do Louvre é arte e séculos de História

Em Paris, o Museu do Louvre é arte e séculos de História

Você precisa conhecer o Museu do Louvre se você ama e entende de arte, se ama e não entende, se entende mas não ama e até mesmo se não ama e nem se quer entende nada. Vamos começar acabando de vez com o conceito de que só quem aprecia e é um expert no assunto, é que não pode deixar de visitar o Museu do Louvre. Até porque, após um dia no Museu, mesmo quem nunca mostrou interesse por arte, na certa, voltará para casa, ainda que não note, um pouco mais sensível.

No planeta, o Museu do Louvre é só o mais importante, o mais famoso, o mais visitado e o mais completo. É uma atração indispensável nos roteiros turísticos de quem visita a Cidade Luz e, não é só porque ele se encaixa na extensa lista de “mais mais”, mas, porque a partir de 1793 o Museu do Louvre passou a fazer parte da História do mundo e a abrigar os mais importantes vestígios culturais de diversas civilizações, em diferentes épocas. Não é só arte, ainda que dizer “só arte” seja um absurdo. É História, é a nossa história, contada através de quadros, esculturas, estátuas…

O famoso e enigmático sorriso no Museu do Louvre

Depois do quadro a Última Ceia, ou nem dele, a Mona Lisa é, provavelmente a pintura mais famosa e, a mais valiosa, do planeta. O italiano Leonardo da Vinci, pai das duas obras de arte, foi muito feliz ao pintar, por volta de 1503, o sorriso da misteriosa mulher que, séculos depois ainda não se sabe ao certo quem foi, nem se realmente existiu. A Mona Lisa é muito reproduzida, mas o quadro original que tem apenas 77 x 53 centímetros, atrai todos os olhares de quem passa pelo 10ª andar do Museu do Louvre.

Um pouco do Egito em Paris

Louvre - Egito

Depois do próprio Egito, é no Museu do Louvre que está a maior coleção de artefatos egípcios. Grande parte da coleção foi levada durante a ocupação francesa em terras egípcias, na era napoleônica. Dentre os mais de 50 mil objetos da coleção de Antiguidades Egípcias estão sarcófagos, estátuas de deuses, múmias, papiros, armas e instrumentos musicais. Um dos destaques da coleção é o Escriba Sentado, cujo autor, é um dos mistérios que torna a realista estátua ainda mais interessante.

Uma viagem no tempo com escalas

marquis_faubourg_saint_honore

Com nada menos que 35 mil obras permanentes, visitar o Museu do Louvre é como entrar em uma máquina do tempo, fazendo paradas na Grécia, Egito, Roma, Oriente Médio, Mesopotâmia, Índia e África.

Pertinho do museu, uma ótima dica de hospedagem é o Marquis Faubourg, excelente hotel Boutique instalado em uma mansão do século 18, a dois passos do Louvre e três passos das Galeries Lafayette. Que eu saiba, cultura e compras nunca foram antinomicas, bem pelo contrário!

Radiante Paris

A vista da torre mais famosa do mundo!

Paris, magnifique! Lua de mel na capital francesa é quase uma obrigação para os pombinhos recém-casados. Da mesma forma, conhecer os monumentos, as ruas, as lojas, as famosas galerias faz parte de um roteiro para voltar de lá mais sábio e mais encantado.



Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *