Percorrendo a trilha das sete praias

Percorrendo a trilha das sete praias

| Foto: Natália Leme |

Entre o bonito litoral norte de São Paulo e as famosas praias do Rio de Janeiro, está Ubatuba, município totalmente cercado por morros e montanhas cobertas por Mata Atlântica, com mais de 100 km de praias preservadas e belas cachoeiras. Diante do extenso litoral de Ubatuba, o viajante encontra de tudo, e descobrir qual a sua praia é uma tarefa deliciosa, porém trabalhosa, que requer dias de viagem. Uma ótima pedida é explorar a trilha das sete praias e, em apenas um dia, conhecer sete pequenos paraísos.

Confira os hotéis em Ubatuba com a tarifa especial do Zarpo

Explorando a trilha das sete praias

Praia da Lagoinha, na trilha das sete praias

A Praia da Lagoinha, uma das primeiras do litoral de Ubatuba, é também a porta de entrada para a trilha das sete praias. Extensa, proporciona diferentes experiências. Os poucos quiosques, mais concentrados nas extremidades, garantem mais movimento nesse trecho, onde a areia é batida e larga, ótima para andar de bicicleta e praticar esportes. Mais ao meio, o sossego é certo, na areia estreita, fofa e vazia. No mar, praticantes de stand up paddle se equilibram nas pequenas ondas. Não é uma praia linda, mas é bonita, principalmente quando o sol se despede colorindo o céu. É no canto esquerdo da Praia da Lagoinha, atravessando a água do rio que se encontra com o mar, que a trilha das sete praias começa.

Do lado esquerdo, um morro repleto de mata densa, habitat de diversas espécies. Do lado direito, árvores escondem pedras, o mar e entreve a luz do sol. No meio, estreitos caminhos se abrem instigando a caminhar um pouco mais e descobrir qual novo cenário irá se revelar. Atenção às surpresas! Borboletas coloridas, esquilos, pássaros e outros moradores da mata, podem passar despercebidos, escondidos entre os galhos.

Praia do Oeste - Trilha das sete praias Praia do Oeste | Foto: Natália Leme

Durante alguns trechos do trajeto, casas beirando o mar, inspiram um estilo de vida desacelerado. Eis que surge a primeira prainha, a Praia do Oeste. Você pode até se perguntar se ela conta nas sete, de tão pequena e cheia de pedras na areia. Um pouco antes da trilha desembocar nela, é impossível não reparar e se surpreender com uma pequena casinha, feita de pau a pique, madeira e blocos, tomada pela natureza, e totalmente à beira do mar. Na porta, uma plaquinha diz “sonho meu”.

Tire fotos, molhe os pés, mas não perca muito tempo ali, a trilha das sete praias segue e, pode acreditar, promete! Mais um pouquinho de caminhada, ainda com casas beirando a trilha, e aparece a Praia do Perez, outra prainha parecida com a primeira. O ideal é levar com você bebidas e alimentos leves para o percurso, mas uma paradinha no quiosque logo após a segunda praia, é essencial para curtir a vista que engloba a Praia da Lagoinha, suas vizinhas e os muitos morros que enchem Ubatuba de beleza.

Grande Bonete - Trilha das sete praias Praia Grande do Bonete | Foto: Natália Leme

Continue, porque e a terceira praia da trilha das sete praias é uma gostosa surpresa. Mais extensa que as primeiras, a Praia do Bonete, ou do Bonetinho tem areia dourada e mar calminho, que mais parece uma lagoa. Nessa vale a pena um mergulho para refrescar a caminhada, e tem um quiosque para beber alguma coisinha.

Não se demore muito para seguir a trilha, a próxima é ainda melhor. Após alguns minutos, a respiração ofega, e o ar que enche os pulmões vem carregado com o perfume da mata e da maresia. Os mirantes que se abrem durante a trilha, garantem vistas maravilhosas, não economize nas fotos. A quarta praia da trilha das sete praias é a Praia Grande do Bonete e, como o nome sugere, a areia é extensa, mas diferente da irmã pequena, é bem branquinha e o mar mais agitado.

Praia do Cedro na Trilha das sete praiasFoto: Natália Leme

Seguindo a trilha das sete pedras, por mais cerca de 30 minutos, com a dificuldade aumentando um pouquinho, pois nesse trecho a trilha fica mais íngreme, você encontrará a tranquila e pequenina Praia Deserta e logo após, separadas por uma pedra, a paradisíaca Praia do Cedro. As duas são praticamente desertas, têm mar azul cristalino, areias clarinhas e são as recompensas finais da caminhada e, digo finais porque durante toda a trilha das sete praias o visitante é recompensado com cenários lindos e praias deliciosas.

Por fim, a Praia da Fortaleza, a última do percurso, já traz à tona a civilização, com quiosques e mais banhistas e seus guarda-sóis, mas também tem seu charme, com piscinas naturais que se formam entre as pedras do canto.

Dicas úteis

Trilha das sete praias

A trilha das sete praias não é difícil, mas é demorada, podendo levar cerca de 5h de caminhada tranquila e com paradas. O ideal é começar bem cedinho. Ao chegar na Praia da Fortaleza, é possível voltar de barco, subir até a rodovia (7km) e pegar o ônibus, ou ainda voltar pela trilha que, sem paradas, acaba sendo bem mais rápido.

Para não ficar tão puxado e dar tempo de aproveitar cada uma, sem pressa, acho válido fazer em dois dias. No primeiro, é possível ir até a Praia Grande do Bonete, parando com calma em todas. No segundo dia, é só seguir sem parar até o Bonete e de lá aproveitar as próximas com mais calma. Mesmo que exista quiosques, é importante levar água e um lanchinho leve. O repelente é indispensável e deve ser passado várias vezes.

Na sua viagem para Ubatuba, economize na hospedagem reservando com o Zarpo



Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *