Pontos Turísticos do Rio de Janeiro: Leais à Fama de Cidade Maravilhosa

Pontos Turísticos do Rio de Janeiro: Leais à Fama de Cidade Maravilhosa

Chico Buarque, em sua música, jamais se equivocou por chamar a capital carioca de Cidade Maravilhosa e dizer que ela é cheia de encantos mil, até porque, devido à quantidade de pontos turísticos do Rio de Janeiro, esse destino consegue sustentar como nenhum outro a fama de encantador. Aliás, além das inúmeras paisagens espalhadas, é nele mesmo que fica uma das 7 maravilhas do mundo, o principal cartão postal da cidade e, claro, grande parte do motivo que faz essa capital ser a mais visitada do país.

Descubra as belezas do Rio de Janeiro com descontos na hospedagem

Cristo Redentor, o mais emblemático

cristo-redentor-rj-zarpo-magazine

Essa estátua de 38 metros de altura é um dos mais visitados pontos turísticos do Rio de Janeiro e é visível de várias partes da cidade. Quem chega à capital, logo de cara já procura pelos pontos altos da cidade, um de seus principais símbolos: uma figura branca de um homem de braços abertos. Ao subir (de trem ou de van autorizada) os 709 metros de altitude do Corcovado, é impossível logo na chegada não se sentir maravilhado diante de uma das vistas mais incríveis do destino e dos braços abençoados e abertos do imenso e imponente Cristo Redentor, a maior estátua de Art Déco do mundo.

lanchonete-cristo-redentor-rj-zarpo-magazine

Os turistas que desejam passar um bom tempo nesse lugar, podem aproveitar da lanchonete para se sentar e comer enquanto admiram a vista de grande parte da cidade. Detalhe que esse principal símbolo do turismo do Rio, de tão belo, é considerado uma das sete maravilhas do mundo.

Natureza é presença confirmada nos cartões postais do Rio!

trilha-urca-zarpo-magazine

Pão de Açúcar – O complexo de morros localizados no bairro da Urca, junto com o Cristo Redentor, divide o papel, não só de melhores pontos turísticos do Rio de Janeiro, como também, de maiores cartões postais da cidade. A subida para esse lugar já é um completo encanto. Ao pegar o bondinho, através dos vidros é possível ter uma visão panorâmica da cidade. A primeira parada é no Morro da Urca, que fica a 220 metros de altura e concede vistas para a Baía de Guanabara e Enseada de Botafogo.

teleferico-pao-de-acucar-rj-zarpo-magazine

Para mim, o passeio ao Pão de Açúcar é o melhor para se fazer entre os pontos turísticos do Rio de Janeiro, justamente porque na última parada do bondinho, além do morro ser um ambiente bastante espaçoso e agradável, envolvido por bastante natureza, é uma das vistas mais completas e impressionantes que se pode ter da capital e região.

pao-de-acucar-por-do-sol-zarpo-magazine

Aproveitar o dia nesse lugar e esperar pelo pôr-do-sol, pode ter certeza que será um momento memorável para qualquer turista. Quando o fim da tarde chega, é hora de ver as luzes da cidade se acendendo e aproveitar da sensação gratificante de que seu dia, além de incrível, valeu à pena.

parque-lage-rj-zarpo-magazine

Parque Lage – Nos pés do Morro do Corcovado, esse lugar tombado em 1957 como patrimônio histórico e cultural, é hoje um dos pontos turísticos do Rio de Janeiro que não deve faltar em nenhum roteiro de passeios. O requinte desse lugar proporcionado aos visitantes, se dá pela sua construção e, de forma mais natural, o resto da composição: uma bela floresta em volta, palmeiras imperiais, jardins de moldes e características europeias, chafariz e um pátio com piscina em seu centro.

O que me diz de um passeio surpreendente?

vidigal-morro-dois-irmaos-zarpo-magazine

Vidigal – Depois da implantação das UPPs (Unidades de Política Pacificadora), a comunidade localizada no Morro Dois Irmãos se tornou um dos pontos turísticos do Rio de Janeiro mais visitados. Um dos principais motivos que os turistas decidem visitar o Vidigal, é ver de perto a formação e as características de uma favela.

Porém, não é só isso! A quantidade de picos e mirantes que o morro proporciona, é surpreendente! E todos dispõem de uma vista que, de tão bela, é de tirar o fôlego! Muitos sobem ao Vidigal para aproveitar das famosas festas que sempre rolam por lá. O contato com a simpatia e a alegria dos moradores é algo para se encantar nesse passeio!

Aventure-se pelos pontos turísticos do Rio de Janeiro!

vista-vidigal-morro-dois-irmaos-zarpo-magazine

Morro Dois Irmãos – Para ir até o pico mais alto da comunidade do Vidigal, é preciso pegar as kombis ou mototaxis que sobem a favela até o início da trilha que fica situada próximo ao Anfiteatro Vila Olímpica e ao Campo do Vidigal. Ao enfrentar um caminho de 1,5 km, durante o trajeto em que os turistas se deparam com mirantes, já dá para ter um gostinho do que esperar do final. Além de gratificante, mais uma palavra define facilmente a chegada ao topo desse passeio: magnífico!

Lá de cima, dá para se ter uma visão 360º de toda a capital carioca, sendo possível observar a Lagoa Rodrigo de Freitas, os principais bairros e praias da Zona Sul, a Gávea, o Cristo, a enorme favela da Rocinha e o bairro de São Conrado. Aproveite para admirar as inúmeras paisagens ao redor, tirar fotos e contemplar a imensidão da natureza.

pedra-da-gavea-zarpo-magazine

Pedra da Gávea – Localizada na Barra da Tijuca, seu acesso é no final da Estrada do Sorimã que fica na Barrinha, um sub-bairro da Barra da Tijuca. Porém, por ser muito alto e inclinado, exige bastante cuidado dos turistas. É recomendável que façam o passeio acompanhados de um guia experiente, devido à quantidade de vítimas que o lugar já deixou.

Com mais de 800 metros, é uma das vistas mais fascinantes da capital. A trilha enfrentada para se chegar até o cume desse morro, por ser bem difícil e cansativa, pode ser considerada um verdadeiro desafio, porém, ao chegar lá, tem até quem se emociona com o cenário exuberante formado por toda natureza, dádiva de Deus. A sensação que o lugar causa aos turistas é praticamente indescritível, é uma mistura de grandeza e liberdade que faz todo esforço valer à pena.

Um pôr do sol memorável para se aplaudir de pé!

pedra-do-arpoador-zarpo-magazine

Pedra do Arpoador – Localizado entre as praias mais famosas da cidade maravilhosa (Ipanema e Copacabana), o bairro do Arpoador é bastante conhecido por atrair turistas nos finais de tarde, quando o sol está para ir embora. Logo por volta das 16h, a pedra já começa a receber os turistas que buscam garantir o melhor lugarzinho para assistir um dos maiores espetáculos diários da mãe natureza: o pôr do sol. Lá pelas 17h40, é o momento em que o sol já começa a se despedir bem atrás do Morro Dois Irmãos. No final, a gratidão é tanta que os espectadores se sentem na obrigação de aplaudir esse espetáculo.

Para compor um roteiro turístico de história e cultura

arcos-da-lapa-zarpo-magazine

Arcos da Lapa – Localizado na região central da cidade maravilhosa, no bairro da Lapa, essa obra arquitetônica foi considerada a maior do Brasil durante o período colonial, e hoje é considerada um dos principais cartões postais do Rio de Janeiro. Sua construção foi exercida para distribuir as águas das nascentes do Rio Carioca à população da cidade, e atualmente exerce a função de viaduto para os bondes que conectam a Estação Carioca ao bairro de Santa Teresa, outros lugares que também valem um passeio.

museu-do-amanha-rj-zarpo-magazinePor Mariordo (Mario Roberto Duran Ortiz) | CC BY-SA

Museu do Amanhã – Considerado o ponto focal da Praça Mauá, na Zona Portuária, esse lugar foi inaugurado recentemente, no ano de 2015, e já pode ser considerado um dos mais atrativos pontos turísticos do Rio de Janeiro. Essa imponente construção foi um projeto desenvolvido pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava e já pode ser mencionado como uma das maiores obras arquitetônicas modernas da cidade. Além de funcionar como museu de artes e ciências, também é um espaço que conta com mostras que alertam sobre os perigos das mudanças climáticas, da degradação ambiental e do colapso social.

Além da Zona Sul, Niterói também é digno de uma visita!

niteroi-zarpo-magazine

Depois de conhecer os principais lugares da cidade maravilhosa, é hora de um tradicional passeio pelas orlas da Zona Sul, um banho de praia, um bronze pela areias e, principalmente, uma passada pelo famoso calçadão de Copacabana, com direito a uma foto na estátua que homenageia o poeta Carlos Drummond de Andrade. Outra dica é dar um pulo na cidade de Niterói, logo ao do lado. Aliás, é lá que está localizado o Museu de Arte Contemporânea, uma das obras mais famosas do eterno arquiteto Oscar Niemeyer.

Para completar o seu roteiro, encontre também dicas sobre as melhores praias, parques e restaurantes do Rio de Janeiro!



Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *