Uma pitada de vinho e história: assim nasceu a cidade do Porto!

Uma pitada de vinho e história: assim nasceu a cidade do Porto!

Segunda maior cidade de Portugal, reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Mundial e apreciada pela produção de vinhos e por suas majestosas construções históricas. Os primeiros registros da cidade do Porto estão datados em 417, quando era passagem obrigatória no país, já que o porto de Portugal se encontra lá, banhado pelo Rio Douro. Em cada rua, arquitetura, monumento, se pode ter a certeza de que o belo município tem muita história para contar!

Embarque com a promoção Explore Portugal e aproveite descontos incríveis!

historia-Porto-zarpo-magazine

A cidade do Porto foi cedida a D. Hugo, o qual fez o município se desenvolver durante os séculos e a levou a ser bastante disputada por reis e bispos dispostos a controlar a economia da cidade, o que deixou marcas em Portugal. Até sua administração passar para D. João I, que concordou com a passagem definitiva do senhorio pelo porto. Porém, só no reinado de D. Afonso IV é que foi construído um muro separando a cidade do Rio Duoro.

No século XVI, foram construídas muitas embarcações na cidade do Porto, onde os portuenses ficaram conhecidos como “tripeiros”, já que doaram toda a carne de qualidade à Armada, para conquistar Ceuta, ficando apenas com as tripas. Foi quando surgiram alguns dos pratos mais tradicionais de Porto, o “Tripas à moda do Porto”. Deu para perceber que por aqui, história é o que não falta, não?

Contos e encantos do Rio Douro

rio-douro-Porto-zarpo-magazine

A origem do nome “Portugal” tem algumas explicações, a mais comum é de que o “Portu” é uma homenagem à cidade de Porto. Após os mouros terem reconquistado as margens do Rio Douro, o Condato de Portucale fez uma reorganização e tornou Porto a capital do país na época (séc. X). Para eternizar o nome da ex-capital, se formou o nome que hoje conhecemos: Portugal!

O tão falado Rio Douro, um dos maiores rios da Península Ibérica, nasce na Espanha e percorre 938 quilômetros, mas apenas 200 se encontram em território português. Uma lenda conta que o rio ganhou esse nome por terem encontrado pedrinhas de ouro nele, outra diz que o nome vem da cor das águas, as quais antigamente eram amareladas por conta da cor barrenta do fundo dos rios. A última teoria é de que o nome deriva do latim “dorius”, o qual significa “duro”, pelo fato de ele ser resistente e passar por curvas, riachos…

Passear de barco por esse rio histórico é, no mínimo, emocionante, mas também impressiona pelas belas paisagens, incluindo vinhedos, adegas seculares, casinhas coloridas e pontes que atravessam o rio. A mais impressionante e grandiosa de todas é a Ponte de D. Luís, tão esplêndida que compõe o cartão postal da cidade, com seu arco que mede 172 metros de corda e 44,6 de flecha. Foi construída em 1881 e inaugurada no dia 31 de outubro de 1886, mas, até hoje é um dos principais pontos turísticos da cidade de Porto!

Incrível e histórica

igreja-se-Porto-zarpo-magazine

Ponto turístico é o que não falta na cidade do Porto, e por mais impressionante que pareça, cada um deles tem uma história para contar. Seu centro histórico diz muito, rodeado pelo muro que guarda suas casinhas coloridas, as quais praticamente formam uma coisa só, e as construções antigas como a Sé Catedral, construída no século XII. As imagens de Nossa Senhora da Vandoma e seu “altar de prata”, faz parte do claustro gótico que encontramos ao subir no pátio superior e ver esculturas, livros litúrgicos (do século XV a XIX) e pratas.

igreja-do-carmo-Porto-zarpo-magazineIgreja do Carmo

Visite também as emblemáticas Igreja de S. Francisco de aspecto simples por fora e riquíssimo por dentro, cheio de talhas douradas. A Igreja de Santo Ildefonso, Igreja da Lapa, Igreja do Carmo com seu divino painel de azulejos (datado de 1912) na lateral da igreja, e Cedofeita, a pequena e particular igreja, também a mais antiga da cidade do Porto, com seus primeiros registros datados de 1120. O Museu Soares dos Reis também vai te encantar, afinal, foi o primeiro museu de arte de Portugal!

A barroca Torre dos Clérigos, construída durante o século XVIII com talha barroca-rococó, sua grande torre de 75,60 metros de altura e a espetacular Livraria Lello (aberta em 1906), chamam a atenção de todos que se encantam e querem tirar muitas fotos!

estacao-sao-bento-Porto-zarpo-magazine

E o que você acha de ter um resumo ilustrado da história de Portugal? A Estação de São Bento oferece a história completa desenhada nos azulejos de suas paredes, feitos artisticamente por Jorge Colaço. Por fora, principalmente de noite com suas luzes, a estação também é admirável!

palacio-da-bolsa-Porto-zarpo-magazinePalácio da Bolsa de Porto

Falando em atrações imperdíveis, o Palácio da Bolsa de Porto é um deles. Lindo e cheio de detalhes, é usado para eventos culturais, casamentos, batizados e outros tipos de festas, todas muito glamorosas, é claro. O Castelo do Queijo ou Castelo de São Francisco Xavier, local que era considerado sagrado por celtas, alguns séculos a.C. Hoje, é utilizado como palco de eventos culturais e é perfeito para observar o pôr do sol…

Você pensa que sim, mas eu não me esqueci do principal: o vinho! Ir à cidade do Porto e não conhecer os vinhedos que ficam aos arredores da cidade, é o mesmo que ir a Roma e não ver o Papa! No Museu do Vinho do Porto você irá saber mais da história comercial da cidade e qual sua relação com o vinho. E obvio, experimentar essa iguaria!

O lado contemporâneo da cidade do Porto

casa-da-musica-Porto-zarpo-magazineMarinhopaiva/CC BY-SA 3.0

Uma das construções mais novas da cidade do Porto (2005), a Casa da Música tem forma de diamante e chama a atenção em meio aos edifícios históricos. Tem variada programação de espetáculos, restaurante e alguns bares.

Por falar em música, o que combina melhor com a noite do que uma boa balada? Ainda mais em noites como essa, da cidade de Porto! Pois bem, a Balada Auditório é um ótimo (e grande) lugar para dançar ao som dos DJs portugueses, porém, a parte de fora é bem usada para sentar e jogar conversa fora. Se o interesse é ir à mais refinada, a Balada Olympia Club é uma das mais elegantes, além de sempre estar mudando a decoração interior!

balada-zarpo-magazineImagem ilustrativa

Porém, a mais badalada da região é a Balada Indústria Club, bem localizada (próxima do mar) e com músicas eletrônicas que agitam até quem está desanimado! Ficou na dúvida se prefere balada, bar ou restaurante? Então, aposte na Balada Chill Out, uma mistura das 3 coisas com um toque de elegância. Mas, não deixe de experimentar o charmoso restaurante Galeria de Paris. Ele serve porções, pratos, tapas diversos, bolos e bebidas diferenciadas, sem falar na decoração, toda feita por objetos antigos (muitos!).

Confira os pacotes promocionais da Explore Portugal e faça a sua reserva!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *