Roteiro de 1 dia em Ouro Preto

As ladeiras de paralelepípedos são rotas traçadas por quem caminha para admirar o maior conjunto arquitetônico do barroco brasileiro. A Igreja de São Francisco de Assis, obra prima de Aleijadinho é considerada ícone do estilo artístico no país, e a Igreja Nossa Senhora do Pilar, ornamentada com mais de 400 quilos de ouro, é uma das jóias majestosas da cidade de Ouro Preto. São inúmeras atrações turísticas nesse destino que esbanja o título de Patrimônio Histórico da Humanidade.

Antigamente conhecida como “Vila Rica” e também capitania de Minas Gerais, Ouro Preto é referência histórica quando o assunto é Inconfidência Mineira, Corrida do Ouro, Escravidão, etc. Mas, nem só movimentos históricos e artísticos fazem parte da fama da cidade, o município também é reduto de uma forte cultura que é muito bem vista e notada por meio da famosa culinária e hospitalidade mineira. Portanto, conheça o roteiro de Ouro Preto que apresenta os melhores passeios, pontos turísticos e, claro, restaurantes de comida mineira.

Café da manhã em Ouro Preto

cafe-zarpo-magazineImagem ilustrativa

Da paixão em comum por café, compartilhada pelas amigas Cristina Carvalho e Marilia Fialho, surgiu exatamente ali, na rua das escadinhas, o Coffee O’Clock, uma opção para o desjejum em Ouro Preto. Iluminação com antigas cafeteiras e relógios feitos de panelas e vinis espalhados no ambiente interno chamam a atenção pela criatividade na decoração. No cardápio do estabelecimento, encontra-se oito tipos de cafés que podem ser perfeitamente acompanhados por deliciosos croissants recheados.

Rua Conde de Bobadela (Rua Direita), 75 – Centro | Tel.: (31) 3551-7427 | Site

Em uma das ruas mais famosas de Ouro Preto, o Opera Café resgata a tradição e simplicidade mineira em um ambiente sofisticado e aconchegante para os visitantes apreciarem um bom e típico café. A rusticidade na arquitetura interna reflete um ambiente propício para um café da manhã que conta com sanduíches gourmets, salgados, sobremesas, entre outros quitutes que podem ser perfeitamente combinados com a atração principal do lugar, o tradicional café mineiro.

Rua Conde de Bobadela, 75 – Centro | Tel.: (31) 3551-6844| Site

museu-inconfidencia-mineira-zarpo

Na histórica construção onde antigamente era instalado a Casa de Câmara e Cadeia de Vila Rica, atualmente funciona o Museu da Inconfidência. Inaugurado em 1944, o lugar fica na Praça Independência e presta homenagem à Inconfidência Mineira por meio de um acervo espalhado pelas 16 salas temáticas que reúnem objetos, documentos importantes (como os Autos da Devassa da Inconfidência Mineira), mobiliário, utensílios portugueses da época e retratos imperiais dos inconfidentes. Além da beleza arquitetônica ser uma atração à parte, em outro piso, há o Museu Aleijadinho com uma bela coleção de arte sacra dos séculos XVII e XX e outras duas salas com esculturas do artista e pinturas do também famoso Ataíde.

Praça Tiradentes, 139 – Centro | Tel.: (31) 3551-1121 | Site

praca-tiradentes-ouro-preto-zarpo

Joaquim da Silva Xavier, o mártir Tiradentes, é muito bem homenageado em Ouro Preto por meio de uma estátua de bronze estabelecida no ponto central da cidade, a Praça Tiradentes. Foi nela – mais especificamente no lugar exato onde está o monumento – onde a cabeça do mártir da independência foi pendurada num poste para população de Vila Rica e, a partir daí o lugar passou a se chamar Praça Tiradentes, já que antes, durante o século XVIII, era conhecido como Morro de Santa Quitéria, que dividia as duas freguesias: Antônio Dias e Pilar. Além do Monumento à Tiradentes, a praça ainda é composta por outros atrativos turísticos, como o Museu da Ciência e Técnica, Conjunto Alpoim, Museu da Inconfidência e Igreja das Mercês e Misericórdia.

Praça Tiradentes, s/n | Site

igreja-nossa-senhora-do-carmo-ouro-preto-zarpo

A construção da Igreja de Nossa Senhora do Carmo concluída em 1772 foi um projeto de Manuel Francisco Lisboa, modificado posteriormente por seu filho Antônio Francisco Lisboa, o famoso arquiteto Aleijadinho que deixou diversas obras artísticas por Ouro Preto. Na obra histórica que apresenta uma arquitetura de estilo barroco mineiro, destaca-se a presença de painéis de azulejos portugueses em faiança.

Rua Costa Sena, 289 | Tel.: (31) 3551-2601 | Site

Culinária mineira de almoço

Instalado em uma senzala desativada de um antigo casarão do século XVIII, o Conto dos Réis é um dos restaurantes mais tradicionais e peculiares de Ouro Preto. Duas de uma das maiores atrações de Minas Gerais fazem parte da composição do lugar, são elas, a beleza arquitetônica e claro, a tradicional comida mineira. A fachada que mantém os traços coloniais da época, deixa claro que a construção guarda muita história importante. O sabor da culinária mineira fica ainda mais acentuado com as comidas servidas em panelas de pedra, e de quebra, o buffet ainda oferece os tentadores doces caseiros servidos em tachos de cobre que podem ser perfeitamente acompanhados do famoso ”queijo minas”.

Rua Camilo de Brito, 21 – Centro | Tel.: (31) 3551-5359 | Site

o-passo-zarpoLeo Homssi/Divulgação

Em outro belo casarão do século XVIII no centro histórico de Ouro Preto, ao lado do famoso Museu Casa dos Contos, fica instalado o O Passo Pizza Jazz, o restaurante que alia a alta gastronomia com o sabor da culinária mineira. O espaço é distribuído em oito ambientes e todos são bastante sofisticados e intimistas, no entanto, o grande destaque fica do lado, na parte externa e ao ar livre, a varanda que dispõe de vista para a vários pontos turísticos da cidade mineira, alguns deles são para a Ponte dos Contes e o Horto dos Contos. Pelo cardápio, é possível provar de pratos da culinária contemporânea e, principalmente, deliciosas pizzas de massas finas e crocantes.

Rua São José, 56 – Ouro Preto | Tel.: (31) 3552-5089| Site

Solar-do-Rosario-zarpoLeo Homssi/Divulgação

Na fachada em estilo colonial, o conjunto de portas impressiona quem passa em frente ao Solar do Rosário, o hotel de Ouro Preto responsável por guardar um dos melhores restaurantes da cidade mineira, o Senhora do Rosário. A arquitetura rústica entra em perfeita harmonia com a decoração clássica, os lustres e outros detalhes cativam bastante atenção. Um dos destaques no lugar, além do cardápio muito bem elaborado, é a adega subterrânea, onde é guardado uma grande variedade de vinhos mantidos numa temperatura de 18 graus centígrados.

Rua Getúlio Vargas, 270 – Rosário | Tel.: (31) 3551-5040 | Site

História colonial e arquitetura barroca resumem os passeios

Construído entre 1782 e 1787, o casarão que hoje é sede do Museu Casa dos Contos, foi erguido para ser residência de João Rodrigues Macedo em Ouro Preto, administrador de impostos da Capitania de Minas Gerais. No entanto, com o passar dos anos e reformas, a obra serviu para muitas outras finalidades e atualmente o encontram-se o Centro de Estudos do Ciclo do Ouro e o Museu da Moeda e do Fisco. O Museu Casa dos Contos exibe um acervo permanente composto por objetos e mobílias dos séculos XVII e XVII, documentos manuscritos, livros antigos de cunho importante e no subsolo, uma senzala com objetos de punição aos escravos que fugiam.

Rua Xavier da Veiga, 176 – 416 – Centro| Tel.: (31) 3551-1444 | Site

Museu-Casa-Guignard-zarpo

Na antiga propriedade da família Costa Sena, hoje funciona o Museu Casa Guignard, um casarão construído no final do século XVII que se divide em três salas com exposições permanentes, onde é contado um pouco da história de Alberto da Veiga Guignard, um dos maiores pintores e desenhistas do século XX. No acervo que reúne pinturas, desenhos, cartões, objetos e documentos relacionados ao artista, destaca-se a pintura de um violão e um desenho datado de 1956, ambos feitos por Guignard. Ao fundo do casarão há um jardim considerado um dos mais originais de Ouro Preto. O local guarda um chafariz em pedra-sabão atribuído ao artista Aleijadinho.

Rua Conde de Bobadela, 110 | Tel.: (31) 3551-5155| Site

Enquanto morou no Congo, Chico era rei e tinha súditos, no entanto, quando foi trazido para o Brasil, trabalhou como escravo até conseguir comprar sua carta de alforria e também, a mina da encardideira que passou a prosperar com o ouro descoberto sigilosamente por Chico – segundo a tradição oral. Redescoberta em 1950, foi renomeada de Mina de Chico Reis e se tornou uma das atrações turísticas de Ouro Preto com a abertura de alguns túneis, onde é possível visitar e saber um pouco mais da história de Chico Reis e de suas estratégias para esconder o ouro e garantir a alforria de outros escravos.

Rua Dom Silvério, 108 – Antônio Dias | Tel.: (31) 3552-2866 | Site

igreja-sao-francisco-ouro-preto-zarpo

A fachada e a decoração em relevos e talha dourada, ambos projetados e assinados por Aleijadinho, configuram mais uma obra prima do artista que contribuiu para mais um ponto turístico em Ouro Preto, a Igreja de São Francisco de Assis. A construção iniciada em 1766, também conta com os trabalhos do Mestre Ataíde (o maior nome da pintura colonial brasileira), responsável por decorar o teto da nave central com a representação de Nossa Senhora, além de ter pintado outros painéis e ter dourado o altar-mor.

Largo de Coimbra, Centro | Tel.: (31) 3551-3282 | Site

No Jantar, mais comida mineira!

O nome do restaurante presta homenagem a um personagem histórico da cidade, o Bené da Flauta, um senhor trabalhador que além de artista, também era a obra nos Festivais de Inverno em que tocava sua flauta feita por ele mesmo, com bambus e pedaços de cana. O sobrado colonial ainda conserva sua atmosfera marcante da época por meio da decoração simples e aconchegante. No menu diversificado encontra-se trutas, salmões, belas postas de bacalhau e pratos tradicionais como feijão tropeiro, tutu, entre outros. O restaurante também conta uma carta de vinho onde há rótulos nacionais e internacionais mantidos na adega.

Rua São Francisco de Assis, 32 – Centro | Tel.: (31) 3551-1036 | Site

ouvidor-zarpoEduardo Tropia/Divulgação

O restaurante Casa do Ouvidor existe em Ouro Preto desde 1972, mas somente em 1984 que passou a funcionar no casarão barroco da rua Direita. O ambiente sofisticado de atmosfera histórica funciona diante do sistema à la carte, onde no menu, há opções de pratos da culinária internacional e também, aqueles que preservam o sabor da culinária mineira.

Rua Direita, 42 – Centro | Tel.: (31) 3551-2141| Site

chao-de-minas-zarpoEduardo Tropia/Divulgação

Em uma chácara localizada nos arredores do Palácio de Veraneio do Governador da Província, fica o Restaurante Chão de Minas, um dos melhores da região, indicado há 13 anos pelo Guia 4 Rodas. O restaurante, assim como a pousada a que pertence, esbanja uma arquitetura aconchegante inspirada nas antigas sedes de fazendas do século XVII e XIX. Fiel à culinária mineira, a comida nesse lugar é preparada na panela de barro e fogão à lenha, o que contribui ainda mais para o sabor peculiar da culinária tradicional de Minas Gerais. O sucesso da casa fica por conta do Bacalhau à la carte que é servido todos os dias.

Rua Ns. Auxiliadora, 29 – Cachoeira do Campo | Tel.: (31) 3553-1384 | Site



Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *