Essa cidade de Ouro Preto vale ouro!

Essa cidade de Ouro Preto vale ouro!

Com mais de dez igrejas históricas que simbolizam o auge do barroco brasileiro, ruas e ladeiras de paralelepípedos, repletas de casas coloniais dos séculos 17 e 18, a cidade de Ouro Preto é uma importante e preservada herança do Ciclo do Ouro no Brasil. E, apesar do passado ainda se manter impregnado por todos os lados, a cidade mineira está longe de ter uma atmosfera velha. Graças a Universidade Federal de Ouro Preto, grande parte de seus moradores são jovens estudantes, o que garante animação às noites e festas da cidade.

E não é só! Some o charme histórico com os cenários montanhosos da serra, acrescente o clima tranquilo, os sabores da típica comidinha do interior mineiro e o romantismo das pousadinhas e hotéis. O resultado? Um destino perfeito para uma viagem a dois.

Encontre hotéis com descontos na cidade de Ouro Preto

Das heranças da cidade de Ouro Preto

ouro-preto

Até quem não é muito aficionado por história, se rende ao passado ainda presente do destino mineiro. Afinal, a cidade de Ouro Preto foi a 1ª do país a ser declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco e é em suas ruas de pedras que se mantém preservado o maior conjunto arquitetônico do barroco brasileiro. E, se nem mesmo toda a riqueza histórica te contagiar, a riqueza dourada presente no interior de suas igrejas, na certa vai.

Foi em meados do século 17 que a cidade de Ouro Preto, até então chamada de Vila Rica, foi a cidade mais habitada do país, graças a corrida pelo ouro. No decorrer dos anos, Ouro Preto foi marcada por revoluções e guerras históricas, como a dos Emboabas e a Inconfidência Mineira, liderada por Tiradentes. Junto com a exploração do ouro, foram erguidas as igrejas e os belos casarões coloniais que hoje enchem a cidade de Ouro Preto de charme e de turistas.

Igreja de São Francisco de Assis, na cidade de Ouro Preto

São várias as igrejas que o viajante pode visitar na cidade de Ouro Preto, mas algumas são indispensáveis. Caso da Igreja de São Francisco de Assis, uma das mais famosas do destino e referência no estilo barroco brasileiro. Concluída em 1869, a igreja tem projeto e algumas esculturas de autoria de Aleijadinho, a pintura ilusionista que cobre o teto da nave e do altar-mor, são de autoria do Mestre Ataíde.

Muito ouro é encontrado na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, uma das mais ricas do país. São mais de 400 quilos de ouro, a maior quantidade em uma igreja brasileira, espalhados pelas talhas da nave e da capela-mor. O visitante ainda pode apreciar peças do século 18, dispostas no Museu de Arte Sacra que funciona na sacristia da igreja.

Nossa Senhora do Carmo, na cidade de Ouro Preto

A Nossa Senhora do Carmo, construída em estilo rococó, é obra de Manuel Francisco Lisboa, pai de Aleijadinho e apresenta muitas peças de seu filho, do Mestre Ataíde e de outros artistas renomados. Destaca-se como a única igreja do estado com painéis de azulejos portugueses.

Dos tesouros culturais

museu-inconfidencia-ouro-preto

Além das igrejas, no roteiro dessa viagem tem que incluir visita aos museus da cidade de Ouro Preto. Um dos principais é o Museu da Inconfidência que além de estar situado em um belo prédio histórico, em estilo rococó, apresenta um acervo composto por mais de 4 mil peças e as lápides de 16 inconfidentes.

Mais descobertas sobre a história da cidade de Ouro Preto, os viajantes encontram na Casa dos Contos, antiga casa de pesagem e fundição do ouro. O acervo conta com mobiliário dos séculos 18 e 19, documentos, cartas, coleção de moedas e uma antiga senzala com algemas e objetos de tortura que utilizavam nos escravos.

Rumo à rua direita

cafe-ouro-preto

A Rua Conde de Bobadela, mais conhecida como “Rua Direita”, é o point da cidade de Ouro Preto. Nela estão situadas as lojinhas de artesanato, os bares e os restaurantes intimistas, ideais para um jantar a dois. Um dos mais tops da rua de pedras é o Escadabaixo, que com uma caprichadíssima decoração em estilo barroco e objetos retrôs, oferece restaurante, loja de cervejas especiais e pub.

Não na Rua Direita, mas na Claudio Manuel, há um lugar charmoso que vale a dedicar umas horinhas para sentar em seus sofás e beber um bom vinho, uma cerveja artesanal, um drink ou uma xícara de Villa Café. O Café Cultural de Ouro Preto ainda oferece uma agenda de eventos com exposições e músicos tocando jazz e MPB.

Agora, para se deliciar na típica culinária mineira, sem medo dos prováveis quilos a mais que virão, o lugar é o tradicional Restaurante Chafariz. São mais de 50 anos oferecendo um variado buffet com delícias da gastronomia local, em um ambiente acolhedor.

Aproveite os encantos da cidade de Ouro Preto com as tarifas promocionais do Zarpo!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *